Gestão Empresarial

7 dicas de redução de custos sem perda de qualidade nas empresas

Por incrível que pareça, existem muitos caminhos para a redução de custos sem perda de qualidade nas empresas. Então, porque exatamente essa demanda ainda parece ser um tabu no mundo corporativo?

Muitas vezes os gestores buscam soluções imediatistas e sem planejamento, e o que se percebe é a diminuição da capacidade produtiva e qualidade dos serviços. Ou seja, é preciso planejar as mudanças, avaliar as possíveis consequências na infraestrutura da empresa e no relacionamento com o mercado.

E foi justamente com essas premissas que reunimos neste post as 7 dicas mais eficientes para cortar custos sem alterar o nível de qualidade percebida. Quer saber um pouco mais delas? Acompanhe.

1. Melhore o ambiente organizacional para os colaboradores

O primeiro argumento a se considerar é que nem sempre a redução de custos significa deixar de investir, e quando a temática é o ambiente organizacional, melhorar a qualidade de vida dos colaboradores traz muitas economias para o negócio.

A diminuição da rotatividade é uma delas. Os custos envolvidos com recrutamento, treinamento e até mesmo causas trabalhistas podem ser altos, e ocorrem com frequência quando um funcionário insatisfeito ou assediado pela concorrência se desliga da equipe.

Além disso, equipes em sintonia são mais produtivas e rentáveis, mas, uma vez que um de seus talentos deixa o grupo, o impacto nos resultados é perceptível.

Para melhorar o ambiente organizacional, realizar pesquisas internas de satisfação, promover feedbacks e campanhas motivacionais podem ser soluções que dependem mais do investimento de tempo do que de recursos, mas que ainda assim, são capazes de gerar excelentes resultados.

2. Use tecnologias de apoio

O mesmo acontece com o investimento em tecnologias e métodos inovadores. No setor comercial, por exemplo, muitas empresas estão adotando o inside sales.

Ele consiste basicamente em gerenciar parte ou toda a força de vendas internamente. Dessa maneira, custos com deslocamento de funcionários e diárias são eliminados. Em contrapartida, a empresa passa a usar recursos como a teleconferência para realizar suas negociações.

Softwares de gestão que utilizam o Big Data para gerenciar dados também permitem que a empresa crie estratégias mais assertivas, com maiores possibilidades de ganho. É outro tipo de investimento que é compensado pelos efeitos positivos que traz para toda a operação.

Investir em tecnologias também reforça o caráter inovador da empresa. Considerando que esta também é uma característica valorizada pelos novos consumidores, então seus efeitos também serão percebidos na imagem da organização junto ao seu público-alvo.

3. Otimize processos

Processos burocráticos custam tempo e a satisfação dos clientes. Para aproveitar melhor os recursos físicos e humanos da empresa é preciso otimizá-los.

Dessa maneira, com o mesmo gasto, ou até mesmo cortando despesas extras, é possível atender a mesma demanda ou aumentá-la, garantindo a satisfação dos clientes em terem seus serviços e produtos de forma mais simples e dinâmica.

4. Invista em medidas sustentáveis

Outro conceito que pode reforçar a redução de custos é a prática da sustentabilidade empresarial. Com responsabilidade ambiental, é possível reduzir os gastos da empresa e seu impacto na natureza.

Reduzir o consumo de energia como acendedores por presença, por exemplo, diminui os custos da empresa e demanda das hidroelétricas e termoelétricas. O mesmo vale para a adoção de energias limpas, como a eólica e a solar.

Reduzir desperdícios também é fundamental. Muitas vezes um funcionário triplica o volume de impressões pela falta de conhecimento sobre o uso do equipamento, quando parte de sua necessidade poderia ser digitalizada e transmitida virtualmente, que é outra forma de diminuição de gastos.

Empresas que adotam embalagens retornáveis ou recicladas também diminuem o custo de seus insumos e o impacto desses elementos na natureza. O preço final repassado ao cliente também torna-se um diferencial, cativando um público-alvo específico e sensível aos valores propostos.

5. Escolha fornecedores confiáveis

A escolha de fornecedores confiáveis também assegura a redução de custos. O consumo de peças e consumíveis originais, ou que respeitam integralmente as características das patentes, é fundamental para manter a qualidade dos serviços e o tempo de vida dos equipamentos.

É o caso de impressoras que utilizam cartuchos de toner, ou precisam de reposição de peças. Adquirir uma OEM (Original Equipment Manufacturer) pode ser muito dispendioso, mas, optar por marcas genéricas sem procedência apenas pelo preço pode causar muito mais prejuízo do que economia.

Para reduzir tais despesas, o ideal é encontrar uma solução intermediária, que garanta a equivalência com o original e tenha um preço mais acessível, o que apenas uma fornecedora confiável poderá oferecer.

6. Considere a terceirização

A terceirização de etapas menos complexas também garante uma redução do custo sem a diminuição da qualidade. Isso porque as áreas principais ainda permanecerão sob gestão própria, mas aquelas de apoio como o atendimento ao cliente poderão ser executadas por outras empresas especializadas.

Assim, tanto o chamado core business quanto as áreas de apoio manterão sua qualidade, mas os custos com o setor terceirizado serão consideravelmente reduzidos.

7. Faça uma gestão de tributos impecável

Fazer uma boa gestão de impostos também pode representar uma boa fonte de economia para o negócio.

Alguns setores são beneficiados por Leis específicas, assim como estados e prefeituras oferecem incentivos para a instalação de empresas em suas áreas.

Usufruir desses benefícios permite que a empresa reduza seus gastos tributários. Também dessa mesma maneira, pagar impostos em dia e fazer os devidos recolhimentos garante que dívidas com os governos não acumulem.

Porque se preocupar com redução de custos sem perda de qualidade?

Com todas estas dicas, resta ainda o questionamento da importância de reduzir os custos sem afetar a qualidade dos produtos e serviços, e a resposta não se trata apenas de aumentar os lucros.

Empresas enxutas e bem geridas são mais competitivas, menos afetadas por oscilações econômicas e estão mais preparadas para investimentos em suas futuras expansões.

A redução de custos sem perda de qualidade garante que a empresa possa concluir seus planejamentos, tenha um crescimento sólido e sustentável, pois com esta visão, poderá conquistar a eficiência operacional sem prejudicar o relacionamento com seus clientes.

E essa deve ser uma preocupação de todos os líderes, diretores e colaboradores de uma organização. Sua empresa pratica alguma forma de conscientização para eles? Quais métodos tem obtido boa receptividade? Compartilhe seu conhecimento comentando o post.

Sobre o autor

Canal da Tecnologia

Deixar comentário.

Share This