Gestão Empresarial

7 dicas essenciais para montar uma boa equipe de TI

Quando o tema é Tecnologia da Informação, é comum pensarmos em aspectos como serviços, inovações e ferramentas digitais. Porém, para manter uma infraestrutura funcionando corretamente, você vai precisar de uma equipe de TI competente e de alto desempenho. Isso pode não ser tão fácil de conseguir.

Mas não se preocupe. O nosso objetivo com esse post é mostrar como você pode montar uma boa equipe de TI e, consequentemente, usufruir melhor dos recursos tecnológicos no negócio. Ficou interessado? Então confira as nossas dicas a partir de agora!

Por que é tão importante ter uma boa equipe de TI na empresa?

Hoje, os profissionais de TI desempenham um papel fundamental no que diz respeito ao sucesso do negócio. Se conseguir formar uma boa equipe, poderá usá-la como ferramenta para gerar vantagem competitiva e destacar a empresa das concorrentes. Isso acontece porque os recursos passam a ser utilizados de forma mais otimizada, aumentando a produtividade com qualidade e reduzindo custos.

Além disso, ao se dedicar à formação de uma boa equipe de TI, o índice de rotatividade deve cair, gerando maior confiança aos clientes e contribuindo para a redução de custos com novas contratações. Como o tempo de casa é primordial para um melhor engajamento, essa preocupação deve ser considerada.

E tem mais. Uma equipe de TI bem planejada consegue resolver problemas e superar desafios com maior eficiência, já que os profissionais são escolhidos pelas experiências, habilidades e qualificações adequadas às necessidades do cargo que ocupam. Nesse processo, é importante lembrar que equipes de alta performance não são montadas do dia para a noite. É preciso paciência, tempo e dedicação para com a estratégia. No fim, o esforço valerá muito a pena.

Como montar uma boa equipe de TI para a empresa?

Conheça agora as melhores práticas para montar uma boa equipe de TI no seu negócio:

1. Entenda as necessidades da empresa

Esse é o estágio inicial da estratégia. Você deve considerar as necessidades do cargo para traçar um perfil mais adequado possível. Então, comece listando os pontos fracos da equipe para descobrir qual tipo de apoio ela precisa. Isso ajuda a definir as capacitações que o profissional pretendido deve ter.

E isso não é tudo. A formação do perfil focando só no profissional pode não ser suficiente para satisfazer adequadamente as necessidades da equipe. Muitas vezes, é preciso olhar também para a personalidade.

Por exemplo, se o time conta com muitos profissionais introvertidos, talvez seja interessante contratar alguém mais extrovertido para lidar com as exigências dos clientes, cobranças dos gestores etc. A habilidade de comunicação é essencial aqui.

2. Divulgue a vaga nos locais certos

Quando tiver um melhor conhecimento sobre o perfil ideal de profissional que necessita na equipe, será hora de divulgar a oportunidade de trabalho. A oferta de mão de obra no setor de TI pode ser grande, mas encontrar a pessoa com todos os requisitos para preencher a vaga pode não ser uma tarefa tão fácil. Então, para facilitar esse processo, você deve anunciar a vaga em lugares de alta concentração desses profissionais.

Por exemplo, você pode fazer parceria com universidades focadas na formação de profissionais de TI, anunciar em grupos do Facebook voltados para essa área e usar o LinkedIn para filtrar e encontrar a pessoa certa.

Nesse último exemplo, você tem a possibilidade de analisar o perfil, pois a rede social é voltada para uso profissional, entregando muita informação sobre eles. Dá para consultar as experiências (onde trabalhou e cargos ocupados), os projetos em que participou, os depoimentos, as habilidades desenvolvidas, a formação acadêmica e muito mais.

3. Descreva as especificações de forma clara e objetiva

Não seja breve na hora de escrever o anúncio. A ideia é que a descrição da vaga seja o mais completa possível. Seja claro sobre o que procura em um candidato (habilidades técnicas e pessoais, qualificações e experiências) e atividades que serão desempenhadas no cargo (funções e rotina de trabalho).

Além disso, não esqueça de mencionar a empresa, o local de trabalho, o tipo de contração (contrato, carteira assinada, freelance etc.), o salário, os benefícios, o plano de carreira e o que mais achar conveniente informar.

4. Invista em treinamento e capacitação constantes

É bom lembrar que você não deve considerar só a experiência ao contratar um novo membro para a equipe. Capacitações certificadas também contam muito e costumam ser valiosas, pois um profissional com pouca experiência e muita vontade de aprender pode contribuir mais. A capacitação abre a mente para novas ideias! Esse profissional pode participar de forma mais ativa para o desenvolvimento profissional de todo o time.

Independentemente disso, a empresa deve aplicar treinamentos teóricos e práticos com frequência para deixar a sua equipe sempre bem atualizada e no mesmo nível. Para isso, você pode exigir, por exemplo, as certificações oferecidas pelo Google Cloud Certified, pela Microsoft, pela RedHat, entre outros.

5. Estimule o trabalho em equipe

Do que adianta ter só os melhores profissionais no time se poucos conseguem trabalhar em equipe? No setor de TI, é praticamente impossível atuar sozinho. O trabalho em equipe deve ajudar a reforçar uma relação saudável de parceria, elevando a produtividade de todos os membros. Esse é um desafio com o qual os gestores precisam saber lidar.

Uma dica é utilizar a cultura DevOps (Development & Operations) na empresa. Ela visa eliminar a barreira entre as equipes unificando metas. Como todos devem caminhar juntos rumo aos mesmos objetivos, a comunicação deve ser melhorada e a cooperação ampliada.

6. Padronize as funções do setor

Regras e procedimentos padrões ajudam a manter a equipe na linha e tudo funcionando de forma harmoniosa no setor. Por isso, dedique-se a definir bem o papel de cada um no time, bem como as tecnologias e metodologias que devem adotar no trabalho. A ideia é alcançar um alto nível de conformidade e estabilidade no trabalho.

A única recomendação aqui é ter o hábito de se atualizar constantemente em relação às tecnologias e melhores práticas do mercado, para não engessar os profissionais.

7. Dê autonomia aos profissionais

O setor de TI é um dos que evolui mais rápido. Se a empresa não contar com profissionais capazes de se atualizar na mesma velocidade, bem como praticar as inovações, não conseguirá aproveitar o potencial máximo das tecnologias a seu favor. Apesar de sugerirmos a padronização de processos, isso não significa que você deve inibir a liberdade para ações inovadoras. Afinal, os profissionais precisam de espaço para ter novas ideias.

O ideal é confiar nos profissionais e dar a liberdade que precisam para interferir nos processos, agregando melhorias. Com isso, a empresa descobre novos líderes e abre caminho para uma inovação contínua do setor.

Como pode ver, montar uma boa equipe de TI não é tão difícil quanto parece. Isso deve proporcionar muitas vantagens tanto para o negócio quanto para os próprios profissionais. Então aproveite essas dicas e comece ainda hoje o planejamento de contratações mais adequadas às necessidades da empresa.

Gostou das dicas? Então siga nosso perfil nas redes sociais e não perca mais nenhum post sobre o assunto! Estamos no Facebook!

Sobre o autor

Canal da Tecnologia

Deixar comentário.

Share This