Tecnologia

Como se preparar para as novas tendências em TI?

Estar atualizado com as tendências em TI sempre foi uma obrigação do profissional da área que quer ser bem-sucedido. Mas, se até pouco tempo atrás essa era uma questão apenas de melhorar a eficiência do suporte, a busca por inovação se tornou vital para o sucesso de qualquer negócio.

E se estar preparado para abraçar novas tecnologias é tão importante, nós elaboramos um guia completo sobre o assunto. Veja neste artigo o que esse novo momento de novidades em TI significa para o mercado, quais são as principais tendências e o que fazer para estar sempre à frente da concorrência. Vamos lá?

O impacto da TI no mercado para o futuro

Vamos começar contextualizando melhor o que é essa mudança que está exigindo tanta visão estratégia dos gestores de TI atuais, muito mais do que era preciso há 10 ou 15 anos.

A tecnologia da informação como suporte de um negócio não existe mais. Hoje, o setor precisa assumir um papel junto à diretoria como origem de novas estratégias de negócio e solução para os novos desafios de empreendedorismo que estão surgindo.

Uma prova disso está nas startups de sucesso, todas baseadas inteiramente no uso de soluções tecnológicas para ganhar mercado. É um modelo que muitas empresas tradicionais demoraram para abraçar e por isso perderam algum espaço — é só ver como quase todos os bancos brasileiros tiveram que mudar seus aplicativos para uma experiência parecida com a do Nubank.

Ou seja, a TI se tornou o centro de inovação de um negócio, muito mais do que só para facilitar operações e manter tudo funcionando. Além de ser o ponto de partida de novas empresas, ela está revolucionando aquelas já consolidadas trazendo à mesa vantagens de impacto inegável:

Transformação digital

Esse é um dos termos mais falados tanto no mundo da TI quanto no mundo dos negócios. A transformação digital significa usar a tecnologia como inspiração e ferramenta para redesenhar processos, reformular a produtividade e incluir mais inteligência dentro e fora do escritório.

É um processo que todas as empresas já deveriam estar buscando, uma necessidade de sobrevivência em um futuro muito próximo. É colocar de fato o gestor de TI na mesa da diretoria discutindo os rumos de qualquer nova estratégia de mercado, além de a base para todas as tendências que vamos listar nesse texto.

Aliás, a transformação digital é a base para o futuro corporativo. É um impacto tão grande e acelerado que talvez seja inédito no mundo — e você está no centro de tudo isso.

Competição por nichos

A internet e o uso dos smartphones permitiram uma nova forma de consumir: cada vez mais os consumidores deixam de preferir as grandes empresas com gamas amplas de serviços e produtos para consumir aquilo que realmente gostam, sem as barreiras de distância e tempo. É uma experiência completamente customizada.

Daí veio aquela sensação de que, hoje em dia, tem app para tudo. É muito mais fácil entender as dores reais do seu público e oferecer exatamente o que ele precisa. Mas, para sobreviver nesse novo cenário, é preciso estar sempre atento às novas tecnologias.

Por isso essas tendências em TI precisam estar sempre no radar de um bom gestor. Delas podem surgir as ideias para alcançar novos nichos ou aprimorar o serviço que sua empresa entrega para a persona certa. Você vai entender melhor como isso pode impactar o seu trabalho quando listarmos o que está em alta.

Troca do modelo de expansão por um modelo de eficiência

Esta é uma das vantagens que a transformação digital traz para uma empresa que tem a TI atuante: buscar a consolidação no mercado sob um novo ponto de vista.

Até pouco tempo atrás, crescer significava crescer. Calma, eu explico: para expandir os negócios era preciso que a empresa expandisse também sua operação, seu espaço físico, seu quadro de funcionários.

Com a inclusão das tendências tecnológicas dos últimos anos (e também as que virão nos próximos) essa dinâmica mudou de forma significativa. Agora, é possível crescer usando a eficiência como base. Em vez de ampliar a operação, automatizar processos que a agilizem. Em vez de aumentar o espaço físico, contratar uma infraestrutura como serviço que libere todo o espaço ocupado por servidores dentro da empresa.

Ou seja, hoje não vence quem é o maior, mas quem é mais eficiente, mais adaptado e com um foco constante na inovação. Ter um olhar apurado para as tendências em TI e estar preparado para adotá-las é o segredo para o sucesso de um profissional do setor e toda a empresa onde trabalha.

As principais tendências em TI para ficar de olho

Então, vamos ilustrar esse impacto que discutimos no último tópico listando as tendências mais evidentes no mercado nos últimos anos, além das que estão previstas para se tornarem soluções comuns nos próximos.

São processos, ferramentas, conceitos e estratégias, todas desenvolvidas para serem aplicadas à TI em um negócio de sucesso. Confira!

Cloud computing

Essa tendência você com certeza já conhece ou até já utiliza na sua TI. A cloud computing é o modelo de contratação de estrutura, armazenamento ou softwares por assinatura, com escalabilidade, flexibilidade de custos e ferramentas de gestão.

Não é difícil imaginar que a migração para a nuvem será natural e obrigatória para qualquer negócio em alguns anos — dependendo do setor, já é. Além de liberar espaço e tempo do departamento de TI, ela é a base para a utilização de Big Data e redesenho de processos mais inteligentes de operação para uma empresa eficiente. É, inclusive, o ponto de partida para a adoção da maioria das outras tendências que estão surgindo.

Isso porque, com a cloud computing, você ganha processamento, virtualização de sistemas e abre espaço para o trabalho remoto dentro da empresa. O resultado é um ganho em produtividade, além da capacidade de armazenar mais dados sobre o negócio e lidar com eles sem ter que, necessariamente, aumentar a carga de trabalho.

Big Data

Falamos em armazenamento de informações pois essa é a chave do planejamento estratégico eficiente no futuro. Com um volume cada vez maior de dados sobre seu público, o mercado e sua própria operação, as organizações nunca tiveram tantos recursos para analisar soluções, avaliar opções e traçar caminhos que antes nem poderiam ser visualizados.

A Big Data impacta diretamente na capacidade de tomada de decisões. Muitos empreendedores se gabam do seu feeling para traçar novas estratégias e definir novas metas, mas a verdade é que esse tipo de administração está se tornando obsoleto.

Com tanta informação relevante disponível e a capacidade de segmentá-la e cruzá-la para novos insights, o poder dessa tendência é diminuir o risco de escolhas de mercado e, mesmo assim, aumentar os ganhos resultantes.

Machine Learning

Mas é claro que não serão você e sua equipe os responsáveis a ler e analisar tudo isso. No volume de informações que estamos chegando, isso é impossível para qualquer ser humano.

É por isso que outra nova tendência está no uso de computadores para interpretar, gerar relatórios e até agir baseado em todos os dados que a TI alimenta. O Machine Learning é uma tecnologia que não funciona como a computação tradicional, em que os profissionais inserem os parâmetros e a máquina segue aquelas instruções.

Nesse caso, uma boa equipe de TI “ensina o computador a aprender”. Novos softwares, aliados ao avanço da capacidade de computação, permitem que esses sistemas busquem, por conta própria, o que é relevante dentro de um grande pool de dados e extraiam dali apenas o que é importante para o negócio: novas oportunidades de mercado, formas mais eficientes de cumprir tarefas, novos investimentos para o crescimento etc.

Quando bem programado e bem gerido, o Machine Learning significa um futuro completamente diferente para as empresas, com um nível de refinamento em suas decisões que nunca antes foi possível.

Inteligência Artificial

E se essas decisões puderem ser tomadas pelo próprio computador? O Machine Learning é um aspecto de um todo chamado Inteligência Artificial. A tecnologia que foi romantizada por anos em ficções está se tornando realidade como uma arma poderosa para os negócios.

Nós ainda não chegamos ao ponto de robôs autoconscientes, mas a Inteligência Artificial aplicada aos negócios já é capaz de gerir sistemas, avisar sobre problemas ou oportunidades e até melhorar o atendimento ao cliente.

Sim, esta é uma das grandes tendências para o momento: os chatbots. Com o uso de IA, é possível iniciar uma conversa natural e profissional com seus clientes, principalmente em um primeiro contato. A própria inteligência é capaz de entender o que o usuário precisa, coletar informações básicas para o atendimento e redirecioná-lo ao atendente certo.

Ou seja, com uma só tecnologia, a empresa aumenta a velocidade dos atendimentos e a satisfação do público com uma conversa objetiva e de rápida solução.

Internet das Coisas

Uma aposta para o futuro que está cada vez mais presente é a Internet das Coisas ou IoT. Esse termo compreende toda a tecnologia embarcada em objetos físicos e conectividade embarcada, capazes de se comunicar em uma rede única sem a necessidade de intervenção direta — podendo serem controlados em um sistema central de gestão.

A IoT já é bastante utilizada na indústria, por exemplo, para a comunicação entre sensores automatizados e maquinário. Mas dispositivos mais avançados também estão marcando sua presença dentro de escritórios pelo mundo.

A ideia da Internet das Coisas é que esses equipamentos ajudem funcionários a realizarem e monitorarem suas tarefas, ao mesmo tempo que gestores têm um controle mais fino sobre a produção. Como a tecnologia ainda é nova, existe muito espaço para inovação — em utilização desses dispositivos e aplicações práticas. Portanto, é a hora de experimentar e sair na frente da concorrência.

Blockchain

É claro que você já ouviu falar da Bitcoin, mas já sabia que a tecnologia por trás dela serve para muito mais do que criptomoedas? Não é à toa que o Gartner destacou essa como uma das grandes tendências para esse ano e os próximos.

A blockchain é uma cadeia descentralizada de dados compartilhados que criam um índice global de todas as modificações feitas para todos os usuários, gerando assim um log seguro e confiável para proteção de informações que mudam constantemente.

A tecnologia já está sendo utilizada em empresas que lidam com logística, por exemplo, para fazer um controle perfeito da preparação e transporte de cargas. Na indústria alimentícia, ela também está sendo experimentada como verificadora de procedência de carnes, para evitar fraudes.

Ainda são poucas os exemplos da utilidade da blockchain fora do universo financeiro e é exatamente por isso que você precisa ficar de olho. A ideia certa, implementada com eficiência pode significar uma virada de jogo, em que a sua empresa se torne a referência do mercado.

Coinovação

Nenhuma TI pode ser uma ilha. Uma das grandes qualidades da tecnologia atual é que ela permite que busquemos a descentralização da inteligência e a busca conjunta por ideias que melhorem a vida de todos nós.

Aplicando esse conceito de coinovação aos negócios, a tendência é que empresas busquem a interação com organizações, startups, faculdades e até o próprio público em busca de ideias que impulsionem a marca.

Se a criatividade é a junção duas ideias de uma forma inédita em uma terceira, a maior inovação na sua TI só vai vir quando você se abrir às possibilidades que estão no mundo lá fora.

Metodologias ágeis

Lembra quando falamos sobre a mudança de um paradigma de consolidação por crescimento para consolidação por eficiência? Isso não significa apenas a implementação de tecnologia, mas como a própria equipe trabalha.

As metodologias ágeis tomaram conta do setor, muito pelos resultados que elas demonstram em uma gestão estratégica de TI. Times de desenvolvimento trocam o modelo de grandes atualizações em seu serviço por uma iteração constante e dinâmica. É fazer o suficiente, dar um passo e estar ainda mais perto de dar o próximo. É o tipo de pensamento que precisa acompanhar a implementação de todas essas tendências em TI se você quer o casamento perfeito entre inovação e eficiência.

Como se preparar para abraçar essas tendências

Agora que você conhece as tendências mais destacadas atualmente e em um futuro próximo, é hora de se preparar para adotá-las da melhor forma e com o maior retorno possível para o investimento que você quiser fazer. Por se tratar de uma questão de negócios, não basta apenas investir e experimentar, esse processo de inovação em TI precisa estar bem estruturado dentro da própria administração da empresa. Confira!

Incluir a inovação no planejamento estratégico

Esta é a hora de assumir seu papel nas reuniões da diretoria e convencer os outros departamentos da importância em incluir tecnologia nas discussões estratégicas para o futuro.

Se a TI vai impactar cada vez mais no sucesso de um negócio, todo planejamento estratégico deve ter o seu setor como um aspecto a ser analisado. Quando o objetivo é economizar, é preciso buscar soluções tecnológicas para atingir a meta. Se a ideia é encontrar um novo nicho de mercado, os dados coletados pelo sistema serão fundamentais para saber por onde começar.

Treinar a equipe

Buscar inovação é um processo constante e que exige um olhar treinado para encontrar nas novas tendências oportunidades de aplicação que tragam vantagens competitivas. Nesse caso, o peso não pode estar todo nas suas costas.

Portanto, converse muito e treine a sua equipe neste sentido: pensar sempre em como resolver problemas sob o ponto de vista da inovação tecnológica. Se possível, crie até um ambiente de comunicação para o time que incentive essas discussões, a troca de experiências e novidades. Quando a TI cresce junta, a empresa só tem a ganhar.

Defender a importância do investimento em novas tecnologias

Um dos maiores obstáculos para qualquer gestor de TI é lidar sempre com um orçamento abaixo do que você consideraria ideal — principalmente porque muitos diretores e empresários ainda tratam a tecnologia como secundária.

Se você leva a sério o impacto da tecnologia nos negócios, precisa vender essa ideia para toda a empresa. O investimento na inovação hoje se tornou um investimento no sucesso de novas estratégias para o mercado, de mais satisfação para o seu público e mais economia para a operação. Tudo isso precisa ser demonstrado na mesa de reunião.

Buscar investir no que realmente vai impactar o negócio

Mas cuidado, mesmo com mais orçamento é fácil se perder no meio de todas essas tendências e acabar fazendo uma aposta errada. O papel de um bom gestor de TI não é só gerar inovação, mas investir no que realmente faz sentido e se encaixa nas suas necessidades.

Por exemplo, por que investir tempo e dinheiro em blockchain se a linha de produção da empresa não é tão complexa ou se não existem tantos departamentos e pessoas assim lidando com a mesma informação ao longo de uma cadeia?

Outro caso é a cloud computing: a nuvem é sim necessária para qualquer negócio, mas dependendo do modelo, natureza e posicionamento da empresa, alguns serviços podem ser desnecessários, enquanto uma ferramenta específica é fundamental. Então, seja objetivo na tecnologia que você está implementando. O outsourcing de TI, nesse caso, pode ser o que você precisa para equilibrar e maximizar o investimento.

Criar indicadores de inovação

A TI precisa de indicadores para tudo se quer ter controle de sua eficiência: uso de equipamentos, produtividade, quantidade de chamados, tempo de resolução. Por que não criar um KPI exclusivo para a inovação?

Assim, você pode acompanhar quais tendências são aplicadas, quais resultados elas alcançam e o retorno que trazem. Mais do que abraçar uma tecnologia, o bom gestor tecnológico é aquele que percebe seu impacto e tira novas ideias dessa implementação — tudo visando a melhora constante do sistema, um aprimoramento frequente da TI e o crescimento sustentável da empresa.

A transformação prática dessas novas tendências para empresas e clientes

Todas essas novas tendências, quando aplicadas no dia a dia de uma empresa, trazem resultados positivos de mercado, imagem da marca e novos caminhos para o futuro. Por isso, vamos terminar o artigo listando alguns desses benefícios da inovação tecnológica para você e para o seu público:

Redesenho e otimização de processos

No lado da operação da empresa, temos a revolução dos meios de produção gerada por essas tendências mais atuais. IA, Machine Learning e cloud computing são exemplos de ferramentas que podem reformular etapas, automatizar quase que inteiramente um escritório e mudar a forma como as pessoas trabalham.

Redução de custos operacionais

E automação de processos sempre significa economizar. Imagine, por exemplo, que um sistema com Inteligência Artificial e Machine Learning seja utilizado para gerenciar impressoras. De acordo com o padrão de uso e a necessidade dos funcionários, o próprio sistema no futuro pode redesenhar a fila para economizar papel e recursos de impressão. 

Novas oportunidades de mercado

As startups e fintechs já nos mostraram na prática esse novo mercado, baseado em nichos e focados no cliente. A inclusão da tecnologia certa pode até transformar um negócio, encontrando um novo público e uma nova forma de entregar o seu serviço que seja disruptiva e encantadora.

Customização do processo de compra

Não só o que você entrega, mas como você entrega que vai mudar em um futuro próximo, então é importante estar de olho nessas tendências. A inovação em TI está permitindo uma customização cada vez maior dos processo de compra, criando experiências exclusivas e processos mais atrativos que fidelizam com mais eficiência.

Experiência do usuário

Todas as inovações que mostramos aqui têm reflexo na experiência do usuário. Satisfazer um cliente é uma tarefa dividida em vários aspectos e cada um deles pode ser melhorado por meio de inovação tecnológica.

Com as informações deste artigo, você pode aprimorar:

  • a forma que a sua empresa atende;
  • como ela se comunica;
  • como a empresa oferece seu produto ou serviço;
  • a maneira que ela pede opiniões e se relaciona;
  • a forma que ela cria divulgadores.

Portanto, se o gestor tecnológico está sempre atualizado e tem um bom olho para transformar tendências em TI na próxima solução disruptiva do mercado, a experiência do usuário será otimizada. Quem sabe você não é o próximo a atingir esse sucesso?

Se você gostou deste artigo e quer se manter atualizado sempre, venha nos seguir no Facebook e no LinkedIn!

Sobre o autor

Canal da Tecnologia

Deixar comentário.

Share This