Suprimentos

Impressoras baratas: o que é preciso considerar na compra?

Existem vários motivos para um gestor de TI investir em impressoras baratas: orçamento apertado, crise, prioridade para custos mais urgentes etc. Mas, mesmo que muitos diretores e gerentes tratem esse assunto como secundário, um investimento mal feito pode significar menos produtividade e até mais gastos no futuro.

Então, vamos discutir um pouco sobre o assunto? Entenda se vale realmente a pena adquirir modelos de entrada e como é possível otimizar o seu custo-benefício.

Vale realmente a pena investir em impressoras baratas?

O investimento em equipamentos dentro do escritório sempre é um momento complicado para o gestor de TI. Geralmente, o orçamento é limitado, as opções podem não se encaixar perfeitamente ou é difícil para a diretoria enxergar a necessidade real daquele gasto como um ganho em eficiência e produtividade para o futuro.

Portanto, nós aqui do Canal da Tecnologia entendemos como é mais simples e viável buscar alternativas mais em conta na hora de comprar uma nova impressora. Boa parte do trabalho de um profissional tecnológico é tirar o máximo do que a sua equipe tem à disposição. Mas, se você precisa partir para essa opção, precisa ter a ideia do que esse tipo de investimento acarreta.

Se você trabalha em uma empresa pequena, pode ser que um modelo mais simples atenda à demanda. Mas, em organizações maiores, o que é tratado como detalhe pode atrapalhar a produtividade em vários departamentos. 

Idealmente, não vale a pena investir em algo que o gestor não tenha certeza se vai atender às necessidades — isso vale para uma impressora ou para qualquer outro hardware de uso corporativo. Mas, se gastar mais não é uma opção, ainda existem formas de maximizar esse investimento.

Quais pontos analisar para conseguir o melhor custo-benefício?

Então, vamos definir como é possível extrair mais benefício com menos custo. Em situações como essa, em que você precisa investir em impressoras baratas, o sucesso da sua aquisição está em minimizar os possíveis problemas na rotina de uso do equipamento. Veja alguns pontos para levar em conta:

Marca de confiança

Quando você tem pouco dinheiro para investir, precisa ter certeza do que está fazendo antes de adquirir o equipamento. Apostar em marcas consolidadas no mercado não é garantia de sucesso, mas é uma compra com menos riscos.

Portanto, comece a sua pesquisa por modelos da HP, Samsung, Brother, empresas que são reconhecidas por qualidade e performance com os seus produtos.

Suporte e garantia

Sabe por que essas marcas mais famosas geralmente são mais caras em modelos semelhantes? Porque elas oferecem suporte e garantia de qualidade e nacionalizados, incluindo para o uso corporativo.

Se você está economizando no modelo da impressora, faça um esforço para contar com essa ajuda. Assim, mesmo que o equipamento dê algum problema no dia a dia, a resolução é mais rápida e, em alguns casos, sem custos adicionais.

Adaptação à demanda

Para falar em custo-benefício, não dá para deixar de fora a sua expectativa para o desempenho daquele produto. Mesmo que você esteja buscando economia, não vai adiantar de nada comprar uma impressora à tinta se o uso no escritório é constante — quando os modelos a laser são mais indicados.

Se o equipamento não adapta à sua demanda, o dinheiro gasto é todo desperdiçado. Melhor, então, fazer um esforço, gastar um pouco mais em relação à qualidade da impressora e atender bem a empresa.

Opiniões de outros clientes como você

As avaliações de clientes são muito relevantes na hora que você busca um produto. São opiniões como durabilidade da impressora e problemas mais frequentes, detalhes que podem passar desapercebidos antes da compra.

Mas, se você está indo atrás de um modelo mais em conta, precisa tomar cuidado com o viés desses comentários. Impressoras baratas são muito comuns para o uso doméstico e podem se comportar de forma bem diferente quando muito exigidas em um ambiente profissional.

Então, se possível, procure e peça opiniões de pessoas como você: gestores de TI adquirindo equipamento para melhorar a produtividade da sua empresa. Eles terão insights muito mais relevantes para a sua decisão.

Qualidade dos suprimentos

Tão importante quanto a impressora em si (às vezes mais) são os suprimentos utilizados: cartuchos, toners, tintas etc. Investir em produtos de qualidade pode até atenuar os obstáculos impostos por hardwares mais baratos.

Portanto, na hora de escolher o modelo no qual investir, veja se ele é compatível com acessórios e consumíveis de alta performance. Eles podem melhorar o desempenho no dia a dia e ainda aumentar a vida útil do seu equipamento.

O barato pode sair caro?

Mesmo que seja possível gastar pouco e conseguir um nível aceitável de performance, sempre é importante se lembrar de um fator essencial para qualquer aquisição corporativa: o retorno sobre o investimento. São três pontos que podem fazer com que a empresa gaste ainda mais no futuro buscando uma possível economia no presente:

Produtividade

Primeiro, tem a questão que já abordamos um pouco acima sobre a produtividade. Equipamentos com menos qualidade ou de performance abaixo do esperado acabam criando gargalos produtivos que atrapalham a produção e, consequentemente, minam a capacidade da empresa de fazer dinheiro.

Custo de manutenção

Equipamentos eletrônicos e de informática mais baratos tendem a ter uma vida útil menor e necessitar de manutenção com mais frequência. O que parece uma economia, a princípio, se perde pelo tempo indisponível, pelo custo da troca de peças e até por uma diminuição no ciclo de atualizações de hardware da empresa.

Carga de trabalho da TI

Mesmo que a impressora não esteja dando problemas significativos, a baixa performance de equipamentos mais baratos pode exigir um controle maior da TI para gerenciar filas de impressão e resolver conflitos com softwares. É tempo gasto da sua equipe que poderia ser utilizado para otimizar ainda mais a produção e até elaborar novas estratégias de negócio apoiadas em tecnologia.

Ou seja, é até possível conseguir algum resultado investindo em impressoras baratas, mas, no mundo corporativo, o sucesso de qualquer negócio está na sua capacidade de investir certo para ter o melhor retorno possível. Nesse caso, cabe a você colocar as suas prioridades na balança e convencer a diretoria de qual é a melhor opção.

Gostou da dica? Se você quer ler mais artigos como este, assine a nossa newsletter!

Sobre o autor

Canal da Tecnologia

Deixar comentário.

Share This