Gestão Empresarial

O que é BPO e por que a sua empresa deveria adotar?

Muitas empresas, de startups a grandes corporações, optam por terceirizar suas operações à medida que mais e mais serviços são oferecidos. Como o mercado atual é altamente competitivo e passível de mudanças, o BPO é uma alternativa inteligente para se ter maior flexibilidade e acesso às novas tecnologias a um baixo custo.

Mas o que é BPO, de fato? Muitos empreendedores ainda não estão familiarizados com o termo. Neste artigo, nosso objetivo é explicar, em detalhes, o que ele representa, bem como suas vantagens para o negócio. Continue a leitura!

O que é BPO?

BPO é uma abreviação para as palavras inglesas “Business Process Outsourcing”. Seu significado é: terceirização de processos de negócios.

Em sua essência, o conceito representa a entrega da responsabilidade de parte das operações de uma empresa, principalmente as de caráter administrativo ou menos relacionadas ao core business (atividade—fim), para outra companhia especializada.

Geralmente, essas empresas são provedores específicos dos serviços e, por isso, têm um know-how superior. Existem 3 tipos básicos de BPO.

Terceirização offshore

Corresponde a quando uma empresa estrangeira é contratada. Essa opção é muito utilizada quando o custo de mão de obra e impostos é mais barato do que no país de origem. Companhias localizadas nos Estados Unidos, por exemplo, têm o hábito de terceirizar processos de negócios para provedores de serviços na Cingapura.

Terceirização onshore

Ocorre quando a empresa contratada reside no próprio país. Essa prática é mais comum e conveniente, pois todos falam a mesma língua. O entendimento é maior em termos de tributações e adaptação dos serviços à cultura local.

Terceirização nearshore

Nessa modalidade, o provedor de serviços terceirizados é contratado no país vizinho. Empresas brasileiras, por exemplo, recebem consultoria de profissionais argentinos. Esse método é vantajoso quando existem acordos comerciais intracontinentais, como o Mercosul.

Quais são as vantagens observadas?

O BPO oferece uma gama de oportunidades às organizações. Separamos, abaixo, as principais.

Abre caminho para o crescimento

Quando a empresa terceiriza funções para um provedor de serviços especializados, os profissionais adquirem know-how, economizam recursos próprios e ganham mais tempo para que se dediquem ao negócio.

Como consequência, os diretores, gestores e executivos podem investir a maior parte de seus esforços em planejamentos estratégicos, tais como:

  • expansão de mercado;
  • lançamento de produtos e serviços;
  • auditorias internas;
  • otimização dos processos atuais.

E não é só isso. Os profissionais também terão mais tempo para monitorar e controlar o investimento nessas novas estratégias, o que oferece uma maior vantagem competitiva em relação aos concorrentes do segmento.

Melhora o foco no core business

Uma das principais vantagens que o BPO traz para um negócio é a flexibilidade. Ao terceirizar as funções administrativas e menos relacionadas às atividades-fim, os gestores podem alocar recursos e tempo nas principais competências da companhia, como:

  • relacionamento com os clientes;
  • qualidade dos produtos e serviços comercializados;
  • alcance da máxima eficiência operacional.

Ou seja: as organizações podem deixar de se preocupar com tarefas que não geram receitas e focar naquelas que são as maiores responsáveis por isso. Quando a empresa se torna capaz de aperfeiçoar suas operações principais, desenvolve uma vantagem competitiva em relação à concorrência.

Oferece apoio tecnológico

Como o BPO envolve o uso de tecnologia de ponta, das melhores práticas da atualidade e de infraestruturas adequadas para suportar a demanda de outras companhias, é comum haver acesso às ferramentas e aos métodos mais inovadores.

Portanto, a terceirização oferece a oportunidade de trabalhar com os mais recentes recursos tecnológicos sem a necessidade de investir tanto. Afinal, seria caro e difícil manter tudo isso por conta própria.

Os provedores de serviços terceirizados também se preocupam com a atualização, trabalhando de forma constante para melhorar seus processos e adotar as mais recentes tecnologias e práticas do mercado. Assim, é possível se destacar em um ambiente altamente competitivo.

Sabemos, por exemplo, que pagar pelo licenciamento para uso de uma versão mais atual de um software pode ser caro, especialmente para as empresas com orçamento limitado. Nesse caso, manter o negócio atualizado tecnologicamente fica difícil.

Ao terceirizar parte de suas funções, porém, o provedor de BPO já deve contar com a tecnologia necessária para executar as tarefas com máxima eficiência. Assim, a companhia se vê livre desse investimento pesado.

Aumenta a produtividade

Como permite que a empresa foque mais no core business, o BPO proporciona um aumento considerável de produtividade. Isso gera mais receitas e lucros para o negócio.

Mas a terceirização também permite que a companhia eleve o nível de competência dos profissionais internos, tanto por meio da troca de know-how quanto com os treinamentos. Assim, a equipe passa a entregar melhores resultados.

Como consequência, a velocidade e a eficiência dos processos são aprimoradas, ao passo que menos recursos serão necessários para uma produção de melhor qualidade.

Reduz custos

A terceirização de funções menos importantes ajuda a maioria das empresas a reduzir custos e despesas. Essa também é vista como uma das principais vantagens do BPO, pois permite aos negócios atravessarem períodos economicamente difíceis enquanto inovam suas operações.

Como departamentos inteiros podem ser terceirizados, a empresa não precisa se preocupar tanto com os gastos relacionados a equipamentos (aquisições, montagem, instalações, manutenções e atualizações) e mão de obra (contratações, treinamentos, salários, encargos tributários, demissões etc.).

Dessa maneira, a organização precisa investir menos em atividades administrativas. E isso ajuda a aumentar seu índice de rentabilidade, tornando-a mais atrativa financeiramente.

Em quais segmentos o BPO é mais recomendado?

Duas áreas nas quais as empresas adotam a terceirização de processos são o back office e o front office. No primeiro caso, os departamentos de TI, logística, contabilidade, Recursos Humanos e cobranças são os mais terceirizados pelas grandes corporações.

Suas funções não estão diretamente ligadas ao relacionamento com os clientes, mas fazem parte do ERP (Enterprise Resource Planning) da empresa.

Já no caso do front office, as áreas terceirizadas estão mais relacionadas aos clientes e ao CRM (Customer Relationship Management). Elas fazem parte do core business. Alguns exemplos são:

  • call center de atendimento ao consumidor;
  • suporte técnico;
  • marketing;
  • vendas etc.

No setor de TI, o BPO se sobressai, pois há uma demanda por alta tecnologia e atualizações constantes. Nesse caso, ao implantar a estratégia de terceirização, o ideal é que comece por ele.

Agora que você já sabe o que é BPO e como ele é importante para os negócios, não perca mais tempo e dinheiro. Comece, ainda hoje, a se planejar para usufruir dos benefícios proporcionados.

Nosso conteúdo foi útil para você? Então, compartilhe-o nas redes sociais e ajude seus colegas de profissão a também alcançarem seus objetivos!

Sobre o autor

Canal da Tecnologia

Deixar comentário.

Share This